10 de dez de 2008

Exemplo

Nestes tempos de demissão de empregados para diminuir os custos e enfrentar melhor a crise econômica e por ter passado, ontem, defronte à fábrica da Azaléia, em Parobé, lembrei-me de uma história do empresário Nestor de Paula, fundador da Azaléia. Numa das muitas crises do setor calçadista, os demais diretores da empresa pediram uma reunião e apresentaram um projeto de demissão de 10% dos empregados para baixar os custos e superar a crise. Nestor olhou um por um dos 17 diretores, pensou um pouco e disse: "Vamos começar por cima, vamos cortar 10% do número de membros da diretoria. Voltem para suas salas, escolham os nomes a serem cortados e me tragam a lista". Ninguém voltou com lista alguma, nenhum empregado foi demitido e a Azaléia superou tranqüilamente a crise.

Jornal do Comércio - colunista Danilo Ucha
Enviado por e-mail pela Aline.

2 comentários:

disse...

Difícil ter posicionamentos assim. Ainda bem que existem, mesmo que poucos. Ninguém quer perder dinheiro, poder, espaço. Pra isso cortam cabeças, menos as próprias.

Leta disse...

Ótimo isso!!!